Alimentação em Foco Menu
9 instituições receberão apoio da Fundação Cargill  para projetos na área de alimentação em 2018

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest
19/12/2017
Institucional

9 instituições receberão apoio da Fundação Cargill para projetos na área de alimentação em 2018


Iniciativas de Barreiras, Chapecó, Goiânia, Itapira, Santarém, Santos e São Paulo foram selecionadaos via edital e beneficiarão mais de duas 2 mil pessoas

A Fundação Cargill, que atua na promoção da alimentação saudável, segura, sustentável e acessível, selecionou 9 projetos no Edital 2018.

Localizadas em 7 cidades brasileiras, as instituições responsáveis receberão apoio financeiro e de gestão da Fundação Cargill, durante o ano de 2018, para transformação social e geração de valor na cadeia da alimentação.

O que determinou a escolha dessas iniciativas foi a possibilidade de causarem um impacto transformador na área de alimentação e o potencial de multiplicação dessas práticas para outras localidades e instituições.

Juntas, elas beneficiarão 2.288 pessoas. “Para a seleção, consideramos questões como planejamento e gestão, o impacto e a relevância do projeto, seu poder de transformação, seu potencial de inovação e sustentabilidade, além de alinhamento com o propósito e a missão da Fundação Cargill”, explica Yuri Feres, diretor-presidente da Fundação Cargill. Segundo ele, o Edital 2018 recebeu inscrições de 168 projetos de 141 instituições presentes em 14 Estados brasileiros.

Confira as instituições e os projetos selecionados pela Fundação Cargill:

Barreiras (BA)

Na Bahia, o Instituto Avançado de Ensino Superior de Barreiras implantará uma estrutura de pesquisa e geração de tecnologia para agregar valor aos frutos do cerrado, capacitando e promovendo o empreendedorismo da comunidade rural.

O projeto Frutos do Cerrado receberá apoio da Fundação Cargill para a pesquisa que parte de um fruto sazonal da região – o cajuí. Com isso, pretende-se entender e mapear a viabilidade econômica e as propriedades nutricionais do fruto, além de treinar agricultores locais para produzi-lo.

Chapecó (SC)

A Viver Ações Sociais receberá verba para equipar uma cozinha experimental que servirá para qualificar 240 profissionais socialmente vulneráveis.

Por meio do projeto Pão para VIVER, os cursos de massas, panificação e confeitaria ministrados em parceria com o Sebrae e o Senac atenderão à demanda crescente por profissionais de panificação na região e fomentarão o empreendedorismo na comunidade.

Goiânia (GO)

O Programa de Educação Alimentar e Nutricional desenvolvido pela Universidade Federal de Goiás (UFG), voltado para o tratamento e a prevenção de doenças cardiovasculares de 200 crianças de Santo Antônio de Goiás, é um dos projetos escolhidos pela Fundação Cargill no Edital 2018.

Por meio de atividades para conscientizar as famílias dos escolares sobre a importância da alimentação adequada e oficinas que se propõem a melhorar a qualidade da merenda escolar ofertada pela escola municipal e a aumentar o consumo de cascas, folhas, talos e sementes a partir do aproveitamento integral do alimento.

O projeto tem como objetivo reduzir em 50% a prevalência dos fatores de risco cardiovasculares, em um período de 12 meses; aumentar em 50% o consumo diário de frutas e hortaliças e reduzir em 50% o consumo diário de alimentos ricos em açúcar refinado; e atingir 30% de utilização do recurso repassado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para a merenda escolar, por meio de aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar.

Itapira (SP)

Para contribuir com o desenvolvimento de práticas alimentares mais saudáveis na rede de escolas de Educação Infantil da cidade de Itapira, no interior de São Paulo, a Fundação Cargill selecionou o projeto Comer na Escola Serve para quê?, da instituição Avisa Lá. A iniciativa apoiará a Secretaria Municipal de Educação na formação de profissionais responsáveis pelas merendas, o que contribuirá para a mudança de procedimentos, serviços e rotinas de alimentação na escola. Além disso, serão realizadas atividades para que as crianças construam conhecimentos, atitudes e procedimentos relativos à alimentação para a efetivação de hábitos mais saudáveis, um trabalho que será ampliado também às famílias dessas crianças, o que totaliza 1.450 pessoas beneficiadas.

Santarém (PA)

O projeto Alto Arapiuns de Segurança Alimentar e Conservação Ambiental do Aeroclube de Voo e Vela CTA, que visa a melhorar a geração adicional de renda dos integrantes das comunidades ribeirinhas na bacia de afluentes do rio Arapiuns, foi novamente selecionado pela Fundação Cargill para receber apoio financeiro e de gestão.

O foco desse novo aporte será a complementação dos sistemas de irrigação das plantações de pimenta-do-reino produzida para a comercialização.

Assim, espera-se que as perdas decaiam de 50% para 15%. Para isso, além da instalação de poços e/ou motobombas para irrigação de 15 das roças e acompanhamento mensal das 18 roças pelo agrônomo ou técnico agrícola, serão implementadas ações que contribuam para a melhoria da nutrição da comunidade e conservação da floresta.

Santos (SP)

A ampliação, reforma, adequação física e estrutural da atual Cozinha Experimental do Lar das Moças Cegas será possível com o apoio da Fundação Cargill.

O ambiente receberá móveis, equipamentos e utensílios necessários para o ensino e a fabricação de pães, massas e doces. Chamado de Padaria Inclusiva, o projeto visa à formação de 250 pessoas com deficiência visual como mão de obra especializada para o mercado de trabalho.

São Paulo (SP)

Em São Paulo, a Fundação Cargill selecionou três projetos. Um deles é o Bota na Mesa, desenvolvido pela Fundação Getúlio Vargas, que visa a incluir a agricultura familiar nas cadeias de alimento em grandes centros urbanos.

Para isso, prevê a disseminação de diretrizes públicas e empresariais. Seus principais objetivos são mobilizar diversos atores da cadeia de alimentos para dialogar sobre os principais desafios da inclusão da agricultura familiar; construir diretrizes de atuação em relação aos desafios priorizados; identificar soluções inovadoras para o sistema agroalimentar e conectá-los à rede do projeto; e apoiar e disseminar a adoção das diretrizes construídas ao longo do projeto. Cerca de 200 pessoas deverão ser beneficiadas por essa iniciativa.

Já a Fazenda Aquapônica Urbana, da Associação Reciclázaro, tem por objetivo implementar duas novas técnicas de produção de alimento em meio urbano, com a utilização da aquaponia vertical e da aeroponia, ou seja, uma combinação da criação de peixes e plantas.

Com isso, espera-se um aumento na produção de alimentos e na otimização dos espaços em meio urbano. Os 240 alunos da instituição receberão treinamentos sobre processos e expansão da técnica.

Outro projeto selecionado é o Sabores e Conexões, idealizado pela ONG Arrastão Movimento de Promoção Humana.

A iniciativa tem em vista a capacitação de jovens e adultos para a criação de negócios na área de alimentação, acessíveis às comunidades de baixa renda, usando ferramentas de negócio e tecnologia.

Para isso, 72 jovens e adultos aprenderão sobre as competências básicas na produção de alimentos saudáveis, dentro das diretrizes e normas vigentes, associadas às competências interpessoais e de planejamento e gestão de micronegócios no segmento de alimentos saudáveis.

Sobre a Fundação Cargill

Há mais de 40 anos, a Fundação Cargill tem sido um agente transformador nas comunidades e causas em que atua. Seu foco de atuação está voltado à promoção da alimentação saudável, segura, sustentável e acessível, com iniciativas que vão desde o campo até o consumidor final.

Em 2017, a Fundação Cargill desenvolveu e apoiou 45 projetos em 61 municípios, além de fomentar o trabalho de 51 comitês de voluntariado corporativo. Com a ajuda de 852 voluntários, a instituição beneficiou 51.554 pessoas. Mais informações: www.alimentacaoemfoco.com.br.

Sobre a Cargill

A Cargill produz e comercializa internacionalmente produtos e serviços alimentícios, agrícolas, financeiros e industriais. Em parceria com produtores, clientes, governos e comunidades, e com seus 150 anos de experiência, ajuda a sociedade a prosperar.

Possui 155 mil funcionários em 70 países, que estão comprometidos em alimentar o mundo de forma responsável, reduzindo impactos ambientais e melhorando as comunidades onde vivem e trabalham.

No Brasil desde 1965, é uma das maiores indústrias de alimentos do país. Com sede em São Paulo (SP), a empresa está presente em 17 Estados brasileiros por meio de unidades industriais e escritórios em 191 municípios e com mais de 10 mil funcionários. Para mais informações, visite www.cargill.com e a central de notícias.

 




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading