Alimentação em Foco Menu
Alimentação infantil saudável, como equilibrar o consumo dos filhos?

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

Alimentação infantil saudável, como equilibrar o consumo dos filhos?


Pesquisa aponta que 55% dos pais têm dificuldades em manter uma alimentação saudável para seus filhos

Manter a alimentação infantil saudável e equilibrada para os filhos é o maior desafio dos pais, conforme apontado no recorte de nutrição infantil da Pesquisa de Alimentação Saudável.

O dado foi apontado por 55% dos pais respondentes do levantamento inédito realizado pelo Grupo Minha Vida, grupo de comunicação com foco em saúde e bem-estar.

Dos respondentes, 10.444 têm filhos e, desses, 92% se declaram preocupados com a alimentação das crianças. A preocupação é pertinente, já que o último levantamento feito pela Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE apontou que uma em cada três crianças brasileiras está pesando mais do que deveria.

Dentre os respondentes da Pesquisa de Alimentação Saudável, 18% afirmam ter filhos acima do peso e 23% que suas crianças não são fisicamente ativas.

Para a nutricionista do Grupo Minha Vida, Roberta Stella, uma alimentação desbalanceada pode trazer muitos impactos negativos para as crianças.

“Durante a infância desenvolvemos hábitos que levamos para a vida inteira. Uma criança que tem uma rotina alimentar ruim, provavelmente será um adulto com dificuldades para adotar uma alimentação saudável no futuro”.

Além da questão comportamental, a especialista ressalta os danos na saúde que acompanham os quilos a mais:

“O sobrepeso pode causar complicações que acompanharão as crianças até a sua vida adulta e aumenta as chances de desenvolver doenças crônicas, como diabetes, hipertensão e colesterol alto”, explica Stella.

 

Principais dificuldades da alimentação saudável na educação infantil

A pesquisa apontou ainda as principais dificuldades de pais em relação à alimentação saudável dos filhos. Introduzir novos alimentos é um desafio para 44% deles.

Para 50%, a dificuldade é aumentar a quantidade de legumes e verduras; e para 44%, aumentar a quantidade de frutas no cardápio dos pequenos.

Diminuir a quantidade de doces é uma dificuldade para 34% dos pais; e reduzir a quantidade de refrigerante foi citada por 24% dos respondentes.

Para a nutricionista, é papel dos pais garantir que os filhos tenham hábitos para uma alimentação saudável:

“As crianças sempre vão preferir doces, frituras e refrigerantes. Cabe aos pais criar hábitos saudáveis na vida dos filhos para garantir que eles tenham uma infância equilibrada e se tornem adultos saudáveis”.

Com informações: Grupo Minha Vida




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading