Alimentação em Foco Menu
América Latina desperdiça até 348 mil toneladas de alimentos por dia

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

América Latina desperdiça até 348 mil toneladas de alimentos por dia


A América Latina desperdiça até 348 mil toneladas de alimentos por dia, alertou a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) em seu terceiro boletim: Perdas e desperdícios de alimentos na América Latina e no Caribe, publicado no dia 30 de março.

De acordo com o documento, cada habitante da região desperdiça por ano 223 quilos de alimentos, para totalizar uma perda total anual de 127 milhões de toneladas de alimentos. No mundo todo, a perda chega a 1,3 bilhão de toneladas ao ano, quase um terço dos alimentos produzidos para o consumo humano.

“Esses alimentos seriam suficientes para satisfazer as necessidades alimentares de 300 milhões de pessoas, 37% de todas as pessoas que passam fome em nível global”, explicou o representante regional da FAO, Raul Benítez.

Ainda segundo Benítez, a região perde ou desperdiça aproximadamente 15% de seus alimentos disponíveis, o que impacta a sustentabilidade dos sistemas alimentares, reduz a disponibilidade local e mundial de comida, gera menor renda para os produtores e aumenta os preços para os consumidores, além da utilização não sustentável dos recursos naturais.

Existem formas de evitar as perdas e os desperdícios em todos os elos da cadeia, principalmente por meio de investimentos em infraestrutura e capital físico, melhorando a eficiência dos sistemas alimentares e de governança sobre o tema mediante normas, investimentos, incentivos e alianças estratégicas entre o setor público e o privado.

Um exemplo são os bancos de alimentos, que reúnem comida que, por diversas razões, seriam descartadas para sua redistribuição e que já existem na Costa Rica, Chile, Guatemala, Argentina, República Dominicana, Brasil e México. A sensibilização pública também é chave e pode ocorrer por meio de campanhas dirigidas a cada um dos atores da cadeia alimentar.

 

Com informações: FAO Brasil.

Imagem: Divulgação.




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading