Alimentação em Foco Menu
Café da manhã: momento de cuidar da saúde

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

Café da manhã: momento de cuidar da saúde


Ao acordar, nosso corpo precisa se restabelecer após um longo período de jejum, por isso, o café da manhã é considerado uma das refeições mais importantes do dia. “Durante o sono nosso organismo continua trabalhando nas funções vitais e é com o café da manhã que conseguimos repor essa energia para desempenhar as tarefas diárias”, afirma Daniela Dezoti, nutricionista com especialização em Nutrição Humana e Terapia Nutricional.

Apesar do reconhecimento de sua importância, pesquisas apontam para a tendência global de pouca atenção e dedicação a essa refeição e até mesmo a diminuição de seu consumo devido a diversos fatores, sobretudo, a falta de tempo no dia a dia.

Em uma revisão sobre o tema, o Núcleo de Pesquisa de Nutrição em Produção de Refeições da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) identificou entre as pesquisas um dado que indica que crianças e adolescentes, entre 4 e 18 anos, compõem o grupo com menor consumo de café da manhã, situação preocupante visto que esta refeição é fundamental para o desenvolvimento humano.

“Já é comprovado cientificamente que crianças que têm o hábito de se alimentar pela manhã têm um melhor desenvolvimento cognitivo, maior capacidade para resolução de problemas, melhor memória e consequentemente melhor desempenho escolar”, afirma a endocrinologista Giulianna Pansera, pós-graduada em Endocrinologia pelo IPMED e Harvard.

Um equívoco comum também é manter-se em jejum após acordar enquanto se realiza dietas, uma vez que o consumo de café da manhã está associado a baixo risco de sobrepeso e obesidade. “A omissão do café da manhã prejudica o processo de emagrecimento, pois quando se permanece em jejum, na próxima refeição a chance de se exagerar no consumo dos alimentos é grande”, explica Daniela. “Daí a importância de se alimentar de três em três horas”, reforça.

Ainda segundo Daniela, é importante o planejamento e organização dos alimentos a serem consumidos. “A escolha dos produtos deve apresentar harmonia e qualidade. E não somente no café da manhã, mas no decorrer do dia. Deve-se evitar excesso de alimentos ricos em açúcares, gorduras e sódio”.

Os especialistas recomendam a inclusão de alimentos compostos de carboidratos, como pães, torradas, biscoitos – por serem importantes fontes de energia; de proteínas, para a manutenção da massa muscular, como queijos, iogurte, leite; frutas e verduras, que além de proteínas, possuem vitaminas e minerais; e fibras, presentes em cereais, para o bom funcionamento do intestino.

“Normalmente eu indico o consumo de aveia, leite de amêndoas, café, chá, iogurtes desnatados sem sabor, ovos, frutas e alguns outros grãos e sementes. Você não precisa comer tudo isso de uma vez só, mas faça sua combinação saudável”, sugere Giullianna.




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading