Alimentação em Foco Menu
Campo conectado

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

Campo conectado


Cada vez mais presentes no universo agrícola, os aplicativos têm sido um aliado essencial nas tarefas de todos os dias no campo. Com apenas um clique, os agricultores obtêm informações importantes para a tomada de decisão na produção. Dentre a oferta de temas e conteúdos, há de tudo um pouco: clima, plantio, cotações, notícias do setor, instruções para o cultivo da lavoura. E as facilidades desta vida conectada, vão além – ajudam tanto os grandes como os pequenos produtores.

No Brasil, empresas privadas, universidades e instituições públicas investem no desenvolvimento desta tecnologia, que é oferecida ao público a um baixo custo. O surgimento de startups dispostas a atuarem no mercado de softwares também já faz parte da realidade brasileira, o que ajuda a impulsionar a criação de um ecossistema digital para fortalecer a cadeia do agronegócio.

Um dos ambientes em que esse movimento pode ser observado é a ESALQTec – a Incubadora Tecnológica da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), da Universidade de São Paulo, que oferece suporte a novos negócios e a troca de experiências entre empresas nascentes. A startup CH4, fundada por Pedro Chamochumbi, Tecnólogo em Biocombustíveis e pesquisador de biogás, faz parte deste time de inovadores. Sua mais recente criação, o aplicativo Biogás Simulator foi desenvolvido com uma missão audaciosa: transformar os resíduos da produção agropecuária em energia renovável.

Segundo Chamochumbi, a ideia surgiu pela observação do crescimento da população mundial e da necessidade de uma busca por soluções que não comprometam os recursos do planeta. “Há a eminência de se estabelecer formas cada vez mais eficazes para a redução da geração de resíduos e seu aproveitamento energético, na perspectiva de incentivar o uso de fontes renováveis de energia e principalmente avançarmos para a consolidação de sistemas mais sustentáveis de produção agroindustrial”, afirma.

De acordo com os dados da empresa, o público-alvo vem respondendo de maneira satisfatória: já foram recebidas simulações da produção de biogás em propriedades de todas as regiões, principalmente das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste – o trio de maior concentração agropecuária do país. Índia, Alemanha, Inglaterra, França, Itália, Espanha, Estados Unidos e países da América Latina também estão na rota de difusão do aplicativo, o que comprova o interesse real do agropecuarista de diversas regiões do planeta por fazer uso de tecnologias para obter informações com maior segurança e alcançar a sustentabilidade das propriedades.

De olho nesta realidade transformadora, Alimentação em foco listou cinco aplicativos gratuitos que podem ser úteis aos produtores rurais. Confira:

Biogas Simulator

Para auxiliar os produtores rurais na análise da viabilidade de projetos relacionados à produção de biogás para geração de energia renovável, a startup CH4 desenvolveu o Biogas Simulator. O aplicativo oferece ao agropecuarista uma simulação do potencial de biogás da produção agropecuária.

Soja Brasil

A versão atualizada do aplicativo oferece ao usuário todas as informações sobre a safra da oleaginosa. Com a ferramenta, os sojicultores podem ver as notícias do site do projeto, as cotações da soja, a previsão do tempo para todos os municípios do Brasil, as reportagens exibidas pelo Canal Rural, o calendário agrícola, entre outros. Desenvolvedor: Canal Rural.

Agritempo

Software de monitoramento que permite o acesso às informações meteorológicas e agrometeorológicas de diversos municípios brasileiros. Resultado de parceria entre diversas instituições nacionais, o Agritempo é um consórcio que organiza e administra dados de um conjunto de mais de 1.300 estações meteorológicas espalhadas pelo país. Os usuários podem fazer consultas à base de dados, que geram boletins agrometeorológicos, mapas e gráficos.

Simulador para o CAR (Cadastro Ambiental Rural)

Lançado pelo Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora) e o Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais (Ipef), o aplicativo para telefones celulares, tablets e computadores ajuda o produtor rural a regularizar a situação ambiental de sua propriedade, de acordo com as novas exigências do Código Florestal. O aplicativo é indicado para fazendas de qualquer porte.

Digilab Mobile

O aplicativo permite capturar imagens de potenciais pragas, doenças e plantas daninhas feitas a partir de smartphones, e compará-las às imagens existentes no banco de dados. O objetivo é fornecer respostas ainda mais rápidas para diagnósticos nas propriedades rurais, além de facilitar a tomada de decisão quanto à aplicação dos agroquímicos.




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading