Alimentação em Foco Menu
Saiba como fazer a poda de plantas

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest
06/10/2021
Notícias

Saiba como fazer a poda de plantas


Conheça o passo a passo para uma eficiente poda de plantas

A estrutura de uma planta funciona de forma harmônica, distribuindo nutrientes igualitariamente. Entretanto, fatores externos – como presença de luminosidade, posição dos galhos e presença de pragas – interferem na distribuição do fluxo da seiva da planta.

Desta maneira, a planta não atinge a plenitude do seu desenvolvimento, crescendo pouco ou de maneira irregular.

Ao realizar a poda de plantas, deixamos a distribuição de nutrientes mais igualitária. Com isso, a planta se desenvolve por inteiro e com muito mais saúde.

Qual o objetivo da poda de plantas?

A poda de plantas tem o objetivo de controlar a forma e o porte da planta. Além de estimular sua frutificação e floração.

Confira a seguir o passo a passo para uma poda eficiente da suas plantas:

Escolha das ferramentas

Separe uma tesoura própria para poda ou uma tesoura afiada, pois quando as lâminas estão “cegas” podem “machucar” e assim, prejudicar a planta.

Se necessário, utilize luvas para evitar cortar as mãos durante o processo.

Esterilização

Aproxime a tesoura por alguns segundos de uma chama de fogão ou de um maçarico para esterilizar o material. Aguarde até o instrumento esfriar para poder realizar a poda das plantas.

Se preferir, esterilize a tesoura mergulhando-a em um recipiente com água e uma colher de chá de água sanitária. Seque bem a tesoura antes de usá-la nas plantas.

Folhas caídas

Faça uma inspeção no solo das plantas e remova cuidadosamente todas as folhas caídas, pois elas podem atrair pragas ou facilitar a criação de mofo no local.

Poda de galhos e folhagens “doentes”

É preciso remover galhos secos, doentes ou quebrados. Pois eles atrapalham o acesso a luminosidade no interior das copas das plantas além de sugar sua energia.

Localize também todas as folhas ressecadas, murchas ou com aparência amarelada, marrons ou descoloridas.

Curve a tesoura em um ângulo de 45 graus em relação ao galho e realize o corte destas folhagens um pouco depois da área afetada, garantindo que só reste a parte saudável da planta.

Não apare galhos que estejam verdes e viçosos.

Se houver suspeita da presença de bactérias na planta, limpe as lâminas da tesoura com álcool isopropílico entre uma poda e outra para não contaminar as demais partes da planta.

Se um grupo de folhas do mesmo galho precisa ser removido, é aconselhável cortar o galho inteiro, tomando o devido cuidado para preservar o caule da planta.

Podando galhos avantajados

Para promover um crescimento saudável e homogêneo da planta, retire metade dos ramos mais longos, podando-os em um terço de seu comprimento.

Mantenha sempre a angulação da tesoura em 45 graus em relação ao caule da planta.

Galho-ladrãoAlgumas plantas desenvolvem um galho bem mais forte, vigoroso e com crescimento superior aos demais. Esse galho, chamado de galho-ladrão, atrapalha o desenvolvimento da planta. Por isso, deve-se cortá-lo desde o tronco.

Retirar os ramos frouxos, compridos demais ou pendentes da planta, possibilita que ela cresça de maneira mais copada e densa.

Volume de poda

É recomendável que a cada poda elimine-se de 10 a 20% da planta. Remover além deste limite pode prejudicar no desenvolvimento da espécie.

Periodicidade

Realize a poda de plantas a cada 3 ou 4 semanas para manter um desenvolvimento saudável.

Finalizando a poda

Para finalizar o processo, fertilize o solo, repondo nutrientes escassos e irrigue a planta de acordo com a necessidade de cada espécie.

É comum acumular poeira e terra nas folhagens maiores. Limpe-as cuidadosamente com um pano úmido para manter o viço da planta.

Se a planta é uma árvore que está em praça pública – ou mesmo na calçada de sua casa -, procure informação sobre o procedimento correto e eventuais autorizações necessárias para realizar esta poda.

Algumas cidades regulamentam esta atividade mediante uma Lei, ou até mesmo oferecem este serviço para o cidadão.

Nunca “pinte” os troncos das árvores! É um hábito comum em algumas regiões, em que a pessoa após podar a árvore, ela pinta de brando ou mesmo outra cor clara o tronco da árvore para ficar “bonito”. Porém, esta pintura em alguns lugares é considerada crime ambiental!  Fique atento.

Realizar a poda de plantas com regularidade, promove um impulso de crescimento e saúde às plantas, evitando a presença de pragas ou surgimento de doenças.




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading