Alimentação em Foco Menu
A brasileiríssima jabuticabeira!

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

A brasileiríssima jabuticabeira!


Tudo o que você precisa saber sobre esse o cultivo desse fruto tão saboroso e brasileiro

“Jabuticaba chupa-se no pé.”, já dizia Carlos Drummond de Andrade no verso do seu poema “Fruta-furto”.

Jabuticaba faz parte da memória de infância de muitos brasileiros que cresceram com a presença das jabuticabeiras nos quintais, ruas e praças das cidades, em especial na região sudeste do país.

Fruto doce, de casca negra brilhante que estoura na boca provocando nossos sentidos com uma explosão de som, sabor, aroma e textura, não foi difícil conquistar o brasileiro.

A jabuticaba é uma fruta tipicamente brasileira, fruto das jabuticabeiras, originárias da Mata Atlântica, que se adaptam a vários tipos de solo e por isso podem ser cultivados em praticamente todas as regiões do país.

Quem não gostaria de ter aquela jabuticabeira carregada no seu quintal ou varanda?

Nos últimos anos, cresceu a procura pelo plantio da jabuticabeira, não apenas em pomares, mas também em vasos para serem colocados dentro de apartamentos ou varandas.

No entanto, algumas dúvidas podem surgir para quem está querendo plantar uma jabuticabeira ou já cultiva jabuticaba.

Pensando nisso, preparamos uma lista abaixo com possíveis dúvidas sobre o cultivo dessa delícia brasileira.

Vamos lá?

Quais tipos de jabuticaba existem?

Existem mais de 40 espécies de jabuticaba, no entanto, os tipos mais conhecidos são:

Sabará: é a mais conhecida e cultivada, produz frutos de porte pequeno ou médio.

Híbrida: com casca avermelhada, é uma das espécies mais cultivadas também por produzir frutos rapidamente.

Branca: produz frutos grandes e de cor verde claro.

Cambucá: jabuticaba amarela, doce e com bastante suco.

Ponhema: produz fruto de tamanho médio a grande, ideal para fabricação de derivados como geleias, licores e doces.

Olho de Boi: fruto de porte grande com uma pequena mancha natural de cor clara. Também é conhecida como jabuticaba coroada.

O que você precisa saber sobre as condições de plantio da jabuticabeira

Solo

O solo ideal para o cultivo de jabuticabas é úmido e fértil. O PH do solo deve ficar entre 6,5 e 7,0. O excesso de umidade pode favorecer o aparecimento de pragas.

Condições climáticas

Deve-se plantar a jabuticabeira em local com bastante luz natural ou pelo menos, à meia sombra. A árvore suporta altas temperaturas e períodos prolongados de sol e costuma se desenvolver melhor no clima tropical ou subtropical.

A escassez de chuva, períodos prolongados de seca, temperaturas muito baixas, geadas e grandes altitudes podem prejudicar o desenvolvimento da jabuticabeira.

Plantar a semente

É possível plantar a jabuticaba por sua semente, mas, dessa forma, a jabuticabeira vai demorar muitos anos para dar os primeiros frutos. Por esse motivo é recomendado o plantio da muda.

Poda

Recomenda-se que a poda seja feita no inverno, somente uma vez ao ano, antes do período de florescimento da planta. O corte não deve ultrapassar 30% da copa da jabuticabeira.

Árvores mais antigas só devem ser podadas para limpeza, retirada de galhos secos e em excesso, para a jabuticabeira receber mais luz e ventilação.

Adubação

Especialmente em jabuticabeiras jovens, a adubação é necessária e pode ser feita com esterco ou adubo orgânico. Recomenda-se a adubação em intervalos de seis meses.

Época de jabuticaba

Se estiver em condições climáticas ideais, a jabuticabeira pode produzir frutos o ano todo, no entanto, a época de jabuticaba acontece geralmente a partir de junho, com maior frequência entre os meses de agosto e setembro.

É possível colher frutos também entre janeiro e fevereiro, dependendo das condições de clima e adubagem.

Ferrugem

A principal praga que costuma acometer as jabuticabas é a ferrugem, causada por um fungo que deixa as folhas e frutas com manchas amareladas.

Esse fungo pode alterar o sabor do fruto e diminuir a produção da árvore. Isso acontece por excesso de umidade e temperaturas baixas.

Uma das maneiras de combater a ferrugem da jabuticabeira é através do uso da calda bordalesa, uma das formulações mais antigas e eficazes utilizadas na agricultura.

Trata-se uma solução preparada com sulfato de cobre e água morna e cal virgem. Para combater a ferrugem, recomenda-se pulverizar a calda bordalesa por toda a extensão da árvore.

Como fazer a Calda bordalesa?

Coloque 100 gramas de sulfato de cobre dentro de um saco de pano e deixe de molho em 5 litros de água morna. Após 24 horas, junte o material a uma solução de 100 gramas de cal virgem com 5 litros de água e misture bem. Em seguida, coe e despeje em um pulverizador para aplicar na planta.

Cochonilha

Cochonilha é outra praga que costuma atingir as jabuticabeiras. Para combatê-la, deve-se retirar os galhos atingidos quando forem em pequena quantidade.

Para casos em que a praga está mais alastrada na árvore, recomenda-se a pulverização de calda de fumo, uma solução preparada com fumo de corda, álcool, sabão em pedra e água.

COMO PREPARAR A CALDA DE FUMO?

Misture 100 gramas de fumo de corda com meio litro de álcool e, em seguida, adicione meio litro de água. Mantenha a solução em descanso por 15 dias. Corte 100 gramas de sabão em pedra neutro em pedaços pequenos e dissolva-os em 10 litros de água quente. Deixe esfriar e junte à mistura curtida e coada.

Ataques de insetos

Por conta do seu néctar, as jabuticabeiras são alvos de ataques de insetos como abelhas, pulgões e marimbondos. Esses ataques podem deixar os frutos impróprios para o consumo por conta de causar o estouro de sua casca.

Para combater esses problemas, recomenda-se também a utilização da calda de fumo pulverizada por toda a árvore.

Problemas com formigas e fumagina

De uma maneira geral, a presença de formigas na jabuticabeira está associada a presença de outras pragas como cochonilhas e pulgões. Isso porque as formigas se apropriam do excedente de seiva que foi deixado por outro inseto.

É comum desse processo acontecer a incidência de fumagina, fungo semelhante à fuligem que se desenvolve na solução açucarada deixada pelas pragas.

Para esses casos, recomenda-se também a utilização da calda de fumo que pode ser adquirida em lojas de produtos agropecuários ou fabricada de forma caseira.

Jabuticabeira improdutiva

Diversos fatores podem interferir na produção da jabuticabeira, podemos destacar: enfermidades, nutrição insuficiente, genética da planta, condições de clima e solo existentes no local onde a jabuticabeira está plantada, entre outros.

Recomenda-se a visita de um técnico que possa identificar o problema e orientar uma solução.

Bem, agora você já tem bastante informação sobre o cultivo da jabuticabeira, mas se ainda assim quiser tirar mais alguma dúvida, deixe nos comentários e iremos responder.




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading