Alimentação em Foco Menu
Embalagens dos alimentos, saiba como analisar o rótulo antes de comprar

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

Embalagens dos alimentos, saiba como analisar o rótulo antes de comprar


A embalagem dos alimentos podem ser aliadas da alimentação saudável e do combate ao desperdício!

Conservar alimentos sempre foi uma das grandes preocupações da humanidade. Da colheita até a estocagem, eles estão sujeitos a contaminações e deterioração.

Por isso, as embalagens dos alimentos são essenciais – conservam, facilitam o transporte e o armazenamento, garantem a sua qualidade e informam os consumidores sobre características, quantidade, composição e validade dos produtos.

E se no Brasil o mercado de alimentos tem crescido consideravelmente nos últimos anos, as embalagens acompanham as mudanças e se transformam: mais funcionais e leves visam também garantir a segurança alimentar e o combate ao desperdício.

“É uma tendência criar embalagens menores para porções reduzidas, o que evita o desperdício de alimentos”,

esclarece Margot Takeda, consultora e especialista em design de embalagens. A tendência dialoga com o crescente número de casais e jovens que moram sozinhos no país.

No Brasil, 26,3 milhões de toneladas de alimentos têm o lixo como destino, afirma relatório da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

Dados do IPOBE indicam que 34% dos brasileiros priorizam conveniência e praticidade e a antiga função de apenas proteger os alimentos está sendo deixada para trás.

“As pessoas estão redescobrindo o prazer de cozinhar e querem experiências mais saudáveis a mesa”.

Para a consultora, o design é um grande aliado também da sustentabilidade e da alimentação saudável: “os consumidores querem resgatar valores como a simplicidade e, por isso, querem saber da origem, ter contato com o alimento e conhecer toda a cadeia produtiva”.


Cuidados no rótulo dos alimentos

“É importante que a embalagem permita que o conteúdo interno permaneça em condições similares às originais e traga em seu rótulo a descrição de todos os ingredientes e aditivos, formas de preparo, peso líquido, dados do fabricante e validade ”, esclarece Cynthia Antonaccio, Conselheira da Comissão de Comunicação do Conselho Regional de Nutricionistas de São Paulo e Mato Grosso do Sul (CRN-3).

“Do ponto de vista nutricional, precisam estar informados o valor energético, quantidade de carboidratos, proteínas, gorduras saturadas e trans e sódio”.

É preciso ainda que os rótulos indiquem se os produtos contêm glúten, a fim de alertar os indivíduos com doença celíaca e sensibilidade à proteína, e expliquem a finalidade de alimentos especiais, como os diet.

Em alguns casos, é obrigatória a utilização de alertas, como: “Contém fenilalanina” (alimentos com adição de aspartame) ou “Diabéticos: contém sacarose” (alimentos contendo açúcar).

Na hora da compra, é preciso que o consumidor fique atento e não adquira alimentos que estejam com embalagem rompida, já que o produto pode estar em processo de contaminação.

 

Para cada alimento uma embalagem

  • Embalagens de vidro
    Os vidros são excelentes para preservação do alimento e embalam conservas que necessitam de tratamento térmico para melhor preservação, como palmitos, sucos concentrados e molhos.
  • Embalagens plásticas
    Os plásticos são ideais para conservar produtos comercializados em temperaturas baixas e que não necessitam de tratamento térmico em seu processo de envase, como leite, iogurtes, achocolatados, água mineral e óleos.”Atualmente já existem novos materiais que permitem o envase a quente e até mesmo o tratamento térmico de alimentos em embalagens plásticas”, conta Ana Pontes, gerente de desenvolvimento de processos e produtos da área de P&D da Cargill.
  • Embalagens de alumínio
    O alumínio é indicado para embalar bebidas a gás, refrigerantes e cervejas, patês e algumas conservas de pescados.
  • Embalagem de aço
    As embalagens de aço são boas opções para conservar alimentos como pescados, milho-verde e ervilha, além de leite em pó e sucos concentrados, sendo uma das melhores opções para envasar alimentos. A lata de aço, assim como outras embalagens metálicas, preserva 100% as propriedades nutricionais e o sabor dos alimentos.
  • Embalagens cartonadas
    As cartonadas (tipo Tetra Pak) preservam bem alimentos líquidos sem gás, pastosos e até doces.
  • Embalagens a vácuo
    A aplicação de vácuo elimina o oxigênio do interior das embalagens protegendo melhor os produtos, principalmente aqueles que apresentam níveis de gordura elevados e que podem sofrer alterações por crescimento de fungos e bolores.

__

Saiba mais sobre as tendências e importância das embalagens no material do Instituto de Tecnologia de Alimentos – ITAL




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading