Alimentação em Foco Menu
Fases da Lua: como pode influenciar na agricultura?

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

Fases da Lua: como pode influenciar na agricultura?


Desde a antiguidade, a Lua sempre habitou o imaginário popular, envolvida em mistério e poderes sobrenaturais. Após anos de estudos de astronomia, sabe-se que a Lua exerce sim influência sobre a Terra, porém, essa influência é derivada de sua força gravitacional e da energia solar.

Vamos entender como isso funciona?

A lua é um satélite natural que não tem iluminação própria, apenas reflete a luz do sol. Ela se movimenta ao redor da Terra numa trajetória que leva aproximadamente 4 semanas para voltar ao ponto inicial.

Durante esse período, de acordo com a posição em que a lua está em relação ao sol e em relação a Terra, apenas uma porção dela (ou ela inteira), recebe a luz do sol e, portanto, pode ser vista por nós. Nos diferentes “formatos” em que conseguimos ver a lua naquela semana, damos o nome de fase da lua.

As quatro fases da lua são: cheia, minguante, nova e crescente.

Apesar de não haver estudos que comprovem diretamente a influência da lua no cultivo dos alimentos, muitos produtores rurais relatam experiências bem sucedidas e aumento de produtividade ao utilizarem os conhecimentos das fases da lua na agricultura.

Como isso ocorre?

No processo de cultivo dos alimentos, os agricultores analisam uma série de fatores para ter um crescimento saudável das flores, frutas e legumes: quantidade de água necessária, luz solar, como se faz a poda das folhagens, o tratamento em relação a pragas e pestes, entre outros aspectos.

Apesar de não haver estudos científicos que comprovem a influência das diferentes fases da lua na agricultura, testes empíricos, ou seja, observações feitas por inúmeras famílias de produtores agrícolas ao longo dos anos, garantem sua eficácia.

Mas como isso é possível?

Em sua trajetória, dependendo de sua aproximação, posição e movimento, a lua exerce diferente atração magnética sobre a Terra, mais forte ou mais fraca.

E essa força gravitacional aliada à sua luminosidade, que é a quantidade de energia que ela está refletindo do sol naquela semana, exerce influência sobre todos os tipos de ciclos e fertilizações na Terra, como plantas, animais e água.

Da mesma maneira como a fase da lua cria e altera as marés devido a sua força gravitacional, ela também influencia na quantidade de seiva que percorre o caule das plantas. Além disso, a luminosidade da lua, apesar de menos intensa do que a luz solar, penetra no solo e acelera o processo de germinação das sementes.

Portanto, dependendo da fase da lua, ela favorece ou prejudica um determinado tipo de cultivo.

Vamos entender melhor cada fase?

Lua Minguante

Nesta fase a influência da lua sobre a Terra é baixa. Isso acontece porque ela não está alinhada com o sol e por isso, a sua força de gravidade e sua luminosidade é menor.

Com isso, a gravidade da Terra exerce maior influência, uma vez que não está “competindo” com a força gravitacional da lua. Desta forma, a seiva tem dificuldade de subir para o caule, ou seja, ir contra a gravidade da Terra, ficando, assim, concentrada nas raízes da planta.

Com isso, a fase minguante é propícia para plantar raízes e tubérculos, pois nascem embaixo da terra.

Exemplos de alimentos ideais para se plantar na lua minguante:

  • Rabanete
  • Batata
  • Cenoura
  • Inhame
  • Beterraba

Lua nova

Nessa fase, o sol, a Terra e a lua estão completamente alinhados, somando forças gravitacionais. Isso faz com que a seiva dos alimentos plantados seja “puxada” para cima, em direção ao caule.

Esta fase é boa para o plantio de árvores com o intuito da produção de madeira.

Exemplos de alimentos ideais para se plantar na lua nova:

  • couve
  • almeirão
  • cebolinha
  • espinafre
  • plantas medicinais
  • banana

Lua Crescente

As características principais dessa fase são aumento gradual da luz refletida do sol até estar quase completamente iluminada e pouca influência da força da gravidade da lua.

Com isso, a seiva que subiu pelo caule durante a fase nova, flui vagarosamente ainda pelo caule, já atingindo ramos e folhas, proporcionando o desenvolvimento dos mesmos.

Exemplos de alimentos ideais para se plantar na lua crescente:

  • tomate
  • berinjela
  • pimentão
  • feijão
  • quiabo
  • abóbora
  • jiló
  • arroz
  • milho

Lua cheia

Nessa fase a lua apresenta muita iluminação e força gravitacional por conta do alinhamento com a Terra e o sol. Desta maneira, a seiva que ainda estava no caule, sobe ainda mais ficando concentrada totalmente nas folhas e ramos.

É a época ideal para se colher frutos, já que a seiva está mais próxima das extremidades das plantas, tornando os frutos mais suculentos

A forte iluminação da lua cheia proporciona também um efeito ótimo sobre flores e hortaliças.

Exemplos de alimentos ideais para se plantar na lua cheia:

  • alface
  • repolho
  • couve-flor
  • flores

Em resumo, existe uma regra básica que rege os agricultores que se baseiam nas fases da lua:

Entre a lua minguante e nova deve ser plantado tudo que nasce abaixo do solo e entre a lua crescente e cheia, tudo que nasce acima do solo.




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading