Alimentação em Foco Menu
Fundação Cargill premia projetos universitários focados em alimentação

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest
20/07/2016
Institucional

Fundação Cargill premia projetos universitários focados em alimentação


Vivenciar as dificuldades enfrentadas por certas comunidades, desenvolver projetos que mudam a vida das pessoas, implantá-los e ainda conseguir resultados satisfatórios que permitam o desenvolvimento sustentável do empreendimento. Estes foram os desafios encarados pelas doze equipes universitárias da rede Enactus Brasil que participaram do Prêmio Fundação Cargill Universidades. Após serem selecionados em dezembro de 2015, os grupos foram acompanhados de perto pela equipe da Fundação Cargill e da Enactus para que pudessem colocar em prática projetos inovadores e transformadores na área da alimentação. Seis meses depois, após a análise dos resultados obtidos, o Projeto Fazendinha, que implantou a comercialização de saladas produzidas por pacientes do NUPE-Núcleo de Projetos Especiais de Santo André, foi o grande vencedor da competição.

O grupo, liderado pelo estudante Guilherme Paradiso Sabino, da Universidade Federal do ABC, viu na crescente demanda por alimentos saudáveis e no preço inacessível desses produtos no mercado a oportunidade de mudar a vida dos aprendizes da oficina de culinária do NUPE, instituição da Prefeitura de Santo André que oferece oficinas terapêuticas para pessoas com transtornos mentais. O projeto Fazendinha, que resultou no desenvolvimento de um novo negócio de produção e venda de saladas prontas, iniciou com a compra de equipamentos e insumos para a produção. “Em seguida, promovemos uma série de capacitações para os pacientes, abrangendo desde processos de produção das saladas, higienização e manuseio de alimentos até cursos em ferramentas de gestão e divulgação do empreendimento, como precificação, computação e marketing digital”, descreve Sabino. O resultado não podia ser melhor: apenas no primeiro mês, o novo negócio faturou mais de R$ 700,00 e vendeu aproximadamente 80 produtos por meio do site fazendinhadelivery.com, beneficiando sete pessoas. Outros 30 pacientes também obtiveram vantagens com o projeto por meio de oficinas de nutrição e educação alimentar.

Para Valeria Militelli, presidente da Fundação Cargill, o foco do prêmio – alimentação saudável, segura, sustentável e acessível – traduz o compromisso da organização: “O prêmio é um reconhecimento a futuros líderes que abraçam a causa da alimentação de forma inovadora e melhoram as condições de vida das suas comunidades”, destaca Valéria. No que depender dos participantes do Projeto Fazendinha, o objetivo da Fundação Cargill foi alcançado: “A partir de agora, vamos expandir o negócio, investir em divulgação e realizar parcerias com comércios locais onde pretendemos criar pontos de venda para as saladas. Também iremos construir hortas comunitárias em residências terapêuticas da região do ABC”, destaca Sabino.

Agora, o time da Universidade Federal do ABC se prepara para representar o Brasil na Enactus World Cup 2016, que será realizada em setembro na cidade de Toronto no Canadá.

Prêmio Fundação Cargill Universidades – A Fundação Cargill, em parceria com a Enactus Brasil, lançou em dezembro de 2015 o Prêmio Fundação Cargill Universidades com o objetivo de reforçar a contribuição das duas instituições no que diz respeito à conscientização sobre alimentação saudável e equilibrada, produção e consumo sustentáveis aliados ao empreendedorismo cultivado pela Enactus. O Prêmio selecionou projetos transformadores e inovadores nesta temática, desenvolvidos por equipes de estudantes da Enactus Brasil, que tivessem impacto em suas comunidades locais. Uma comissão formada pelas duas entidades selecionou 12 projetos para receber apoio financeiro, destinado ao seu desenvolvimento. A partir daí, os grupos tiveram seis meses para implementar as iniciativas. Na avaliação final, apoiada nos critérios financeiro, ambiental e social, foram selecionados três vencedores do prêmio.

Além do Projeto Fazendinha, formado por estudantes da Universidade Federal do ABC (UFABC), que venceu a competição, outros dois projetos também foram premiados, conquistando a segunda e terceira posição na classificação. O Projeto Fragata Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET), do Rio de Janeiro, implantou consultorias e capacitações para que a Cooperativa Arte Peixe conseguisse prosperar de modo sustentável por meio do empoderamento feminino. Já o Projeto Mudas do time do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, Campus Iguatu (IFCE Iguatu) desenvolveu um sistema de irrigação inovador e a baixo custo para auxiliar na produção de agricultores familiares.




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading