Alimentação em Foco Menu
Covid-19: saiba como proteger nossos alimentos desse vírus

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

Covid-19: saiba como proteger nossos alimentos desse vírus


Com a pandemia das últimas semanas, novos procedimentos de higiene de alimentos se tornam necessários

Há algumas semanas, fomos apresentados a um novo vírus que surgiu na cidade de Wuhan, na China, e se espalhou rapidamente por quase todos os países do planeta.

O novo coronavírus SARS-COV-2 trouxe com ele a doença chamada oficialmente de COVID-19 (um acrônimo do termo em inglês: coronavirus deceased-2019) que se tornou uma pandemia, sendo necessária a implementação do isolamento social para desacelerar sua propagação.

Com a população recolhida em suas casas a transmissão da doença se torna mais difícil, no entanto, novos procedimentos de higiene são imprescindíveis para mantermos o vírus longe de casa.

O que é o novo coronavírus?

Trata-se de um vírus altamente contagioso que causa infecção respiratória, na qual os sintomas podem variar desde assintomáticos, aqueles em que o indivíduo afetado nem percebe que adquiriu o vírus, até quadros infecciosos muito graves, levando o paciente à óbito.

Como surgiu a doença?

A ciência ainda não pode afirmar com precisão a origem do novo coronavírus mas existem estudos sugerindo ele tenha se disseminado a partir de hospedeiros humanos ou de outras espécies de animais, provavelmente em razão do contato próximo com esses animais ou até mesmo de sua ingestão.

Apesar de todas as incertezas que rondam a pandemia da doença, existem alguns cuidados recomendados pelas autoridades de saúde que ajudam a manter o vírus longe.

Medidas de Higiene para prevenção

De acordo com o Ministério da Saúde, devem ser seguidas algumas recomendações para prevenir o novo coronavírus, são elas:

  • Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão, ou então higienize-as com álcool em gel 70%;
  • Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos;
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Ao tocar, lave sempre as mãos como já indicado;
  • Mantenha uma distância mínima de cerca de 2 metros de qualquer pessoa tossindo ou espirrando;
  • Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto;
  • Higienize com frequência o celular e os brinquedos das crianças;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos;
  • Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados;
  • Evite circulação desnecessária nas ruas, estádios, teatros, shoppings, shows, cinemas e igrejas. Se puder, fique em casa;
  • Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, e fique em casa até melhorar;
  • Durma bem e tenha uma alimentação segura e saudável;
  • Utilize máscaras caseiras ou artesanais feitas de tecido em situações de saída de sua residência.

Como acontece a transmissão da doença?

A principal via de transmissão do novo coronavírus se dá através de gotículas ou outras secreções expelidas por uma pessoa infectada que entram em contato com mucosas, como nariz e boca, de outra pessoa.

Além disso, um indivíduo com as mãos contaminadas pode manusear algum objeto, superfície ou alimento, depositando o vírus naquele local. Por isso, alimentos e embalagens podem ser veículos transmissores na contaminação.

Não existe qualquer evidência de cunho científico de que a transmissão do vírus pode se dar através dos alimentos ingeridos pelos seres humanos, como frutas, legumes e verduras e nem de que animais de corte como bovinos, aves, suínos sejam portadores ou tenham a COVID-19.

É importante ressaltar que o vírus não é um ser vivo, ou seja, ele necessita infectar uma célula para se replicar.

Diferentemente das bactérias que são capazes de se multiplicar nos alimentos, os vírus apenas conseguem usar os alimentos como veículos de transmissão.

Por esse motivo, existe uma preocupação muito grande com a limpeza de alimentos e embalagens para evitar trazer através deles, o vírus para dentro das casas.

Nos mercados onde existem grande fluxo de pessoas, manuseando os alimentos, apalpando, lendo os rótulos e possivelmente, devolvendo-os para as gôndolas, deve se tomar alguns cuidados extras ao voltar com as compras para casa.

A higienização dos alimentos e embalagens vindas dos mercados ou feiras é recomendada.

Como higienizar seus alimentos

A equipe do Centro de Pesquisa em Alimentos (FoRC), da Universidade de São Paulo (USP), divulgou um comunicado com algumas medidas que ajudam a manter o vírus longe da cozinha com a higienização dos alimentos. São elas:

  • Limpeza das mãos e pulsos

Antes de manusear qualquer alimento é fundamental lavar as mãos corretamente, com sabão ou sabonete e bastante água corrente, não esquecendo das regiões entre os dedos, pontas dos dedos, dorso das mãos, pulsos e antebraços.

Quando a higienização das mãos é feita corretamente, não há necessidade de colocar luvas para manusear alimentos em casa.

  • Limpeza na cozinha

Bancadas, pias, louças e demais utensílios devem estar sempre limpos e secos, sem resíduos de alimentos.

Geladeiras, freezers, fornos, fogão e demais eletrodomésticos devem ser limpos e higienizados com regularidade, com água, sabão e sanitizantes ou água sanitária. O mesmo vale para as paredes, chão e também tetos.

  • Cuidados com os alimentos em casa

1. Alimentos crus

Para higienizar alimentos crus, a recomendação é remover as folhas externas ou danificadas, separá-las uma a uma, lavá-las com água tratada abundante, e deixá-las em imersão, por 15 minutos, em uma solução de água sanitária (uma colher de sopa diluída em um litro de água) e depois lavá-las com água tratada corrente novamente.

Para vegetais não folhosos e frutas, mesmo aquelas que serão consumidas sem a casca, o procedimento deve ser o mesmo.

ATENÇÃO: Não usar água sanitária com outras substâncias na sua composição, pois podem ser tóxicas para o organismo humano.

2. Alimentos cozidos, assados ou fritos

O tratamento dos alimentos pelo calor, como cozimento e fritura, quando feitos corretamente, elimina os vírus, caso estejam contaminando o produto cru.

No entanto, é preciso evitar a recontaminação depois do aquecimento, principalmente se o alimento não for aquecido novamente antes de ser consumido.

É importante também não deixar alimentos cozidos em contato com alimentos crus, para evitar contaminação cruzada, quando um alimento não contaminado, contamina outro pelo contato.

MITO: O vinagre para fins culinários não tem efeito sanitizante e não deve ser usado para este fim.

3. Manuseando as embalagens

Ao chegar em casa faça logo a higienização de superfícies e dos alimentos. Pacotes de alimentos industrializados como arroz, feijão e macarrão devem ser higienizados com um pano úmido com álcool em gel ou água e sabão.

Produtos em recipientes vedados, como os enlatados, por exemplo, podem ser limpos embaixo da torneira, com água e sabão.

Os alimentos congelados que não forem consumidos logo podem ser colocados no freezer ou congelador, mas suas embalagens devem ser desinfetadas antes.

Uma vez descongelados, devem ser consumidos o mais rápido possível, geralmente em menos de 24 horas se mantidos em refrigeração.

Recomenda-se comprar apenas o que será consumido imediatamente. Evitar armazenar sobras de refeições e, quando isso for necessário, mantê-las refrigeradas por, no máximo, 24h.

“Quarentena”: é errado manter os mantimentos adquiridos por entrega domiciliar em “quarentena”, fora de casa ou da cozinha, em temperatura ambiente.

Este procedimento, recomendado em países com clima muito diferente do brasileiro, pode comprometer seriamente a qualidade e segurança dos alimentos, que podem estragar ou provocar gastroenterites e intoxicações alimentares.

Se grande parte da população tomar os cuidados recomendados, venceremos a COVID-19 mais rápido.  Saiba mais informações de como se prevenir do novo coronavírus no site da Forc e da Anvisa.




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading