Alimentação em Foco Menu
O que é um viveiro de plantas?

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

O que é um viveiro de plantas?


Com cultivo protegido, um viveiro de plantas é capaz de promover melhor desenvolvimento do plantio

O cuidado no momento de produzir as mudas afeta diretamente o desenvolvimento das plantas em sua fase adulta, aumentando suas chances de serem mais sadias, terem vidas mais longas e proporcionar colheitas mais abundantes.

Este resultado é possível com a utilização dos viveiros de plantas.

Afinal, o que é um viveiro de plantas?

Um viveiro ou berçário de plantas é um espaço no qual as plantas são germinadas e desenvolvidas até que atinjam uma maturidade ideal para, então, serem comercializadas ou replantadas em áreas definitivas.

Em um viveiro de plantas, é possível controlar alguns fatores que afetam o desenvolvimento da planta, como por exemplo, quantidade de chuva, iluminação e incidência de pragas. Com isso, as plantas conseguem ter um maior potencial de desenvolvimento.

Dependendo da meta a ser alcançada, os viveiros têm características distintas e, por isso, podem ser: permanentes, temporários ou de espera.

Viveiros permanentes

Este viveiro tem a função de produzir plantas durante muitos anos. Isso requer um planejamento minucioso e tem um custo mais elevado para a sua construção e manutenção.

Viveiros temporários

Estes viveiros são próprios para a produção de mudas por um período específico, até que se atinja o objetivo proposto. Eles são montados, geralmente, próximos às áreas de plantio definitivo para facilitar o transplante das mudas.

Viveiros de espera

São instalados também próximos ao local de plantio definitivo para um período de aclimatação das plantas antes de serem replantadas.

Existem muitas espécies de plantas que podem se utilizar do viveiro na sua fase inicial de vida. Algumas delas são:

  • Viveiros de mudas frutíferas
  • Viveiros de mudas de café
  • Viveiros de plantas ornamentais
  • Viveiros de mudas nativas
  • Viveiros de hortaliças

Cuidados para a boa qualidade e funcionamento do viveiro

Solo

O solo deve estar livre de doenças, pragas ou plantas invasoras.

Disponibilidade de água

O viveiro deve ter acesso à uma fonte de água de boa qualidade, livre de poluentes.

Adubação

É importante fazer uso de adubo para repor e manter os nutrientes no solo onde a planta será cultivada.

Orientação

Se o viveiro tiver sua área maior voltada para o ponto cardeal norte, terá maior luminosidade. Isto porque no Hemisfério Sul, onde está localizado o Brasil, a face norte é a que recebe maior incidência solar ao longo do dia.

Declividade

Construir o viveiro com uma leve declividade, de no máximo 3% de inclinação, evitará o acúmulo de água em períodos chuvosos. A construção de canaletas de drenagem facilita o escoamento da água.

Energia Elétrica

O acesso a energia elétrica é necessário para que funcionem os equipamentos ligados ao manejo do viveiro de plantas.

Mão-de-obra

Uma equipe especializada é fundamental para o bom funcionamento do viveiro: cada espécie de planta possui necessidades especiais, como quantidade de água e luz solar, e são bastante frágeis, especialmente, nas primeiras fases do seu desenvolvimento.

Um viveiro de plantas pode ter diferentes tamanhos e contar com diferentes tecnologias para plantio. O mais importante é cumprir a função principal de oferecer às mudas condições climáticas, estruturais e ambientais ideais para o seu melhor desenvolvimento.




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading