Alimentação em Foco Menu
Com o foco em Alimentação Sustentável, o Projeto “Olha a Gente Aqui” conscientizou mais de mil estudantes em 2019

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

Com o foco em Alimentação Sustentável, o Projeto “Olha a Gente Aqui” conscientizou mais de mil estudantes em 2019


Projeto é importante para alertar os jovens sobre o desperdício de alimentos e seu consumo consciente

Desde 2013, o Projeto “Olha a Gente Aqui”, do Instituto Asas proporciona a estudantes de 13 a 18 anos a produção participativa e consciente de conteúdos educacionais através da experimentação de linguagens multimídia.
Com o apoio da Fundação Cargill, a edição de 2019 teve como temática a alimentação sustentável, com foco no desperdício de alimentos. Além de ser um tema de importância mundial é também um dos objetivos da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas que pretende reduzir pela metade as perdas de alimentos, desde o plantio até os hábitos à mesa.
A equipe de educadores do Instituto Asas contou com o apoio técnico de nutricionistas, engenheira agrônoma e biólogo, proporcionando aos estudantes o preparo e a degustação em sala de aula de receitas de PANCs (Plantas Alimentícias Não Convencionais), além de aprenderem técnicas de horticultura, compostagem e a linguagem da macrofotografia em alimentos.

Escola Estadual Dom João Nery - Jovem fotografando horta
 

“Eu aprendi mais sobre o conceito de horta e agora eu vou praticar na minha casa” – disse a aluna Mariana Santos da Escola Estadual Dom João Nery.

 

Escola Estadual Eliseu Narciso - Alunos aprendendo sobre alimentação sustentável

“Eu nem imaginava que era tão legal essa eletiva [Medicina da Terra]. Porque restos de alimentos a gente pode usar para se decompor”, observa Antônio Leandro de Pinho, da Escola Estadual Eliseu Narciso.

 

O projeto promoveu ainda, encontros com atividades práticas e teóricas, como rodas de conversa e debates, sobre alimentação sustentável. Através de oficinas multimídias, os alunos aprenderam diversas maneiras de reduzir o desperdício de alimentos na escola, em casa e na sua comunidade.

Escola Estadual Benedita Wutke - Oficinas multimídias
 

“Gostei muito de todas as oficinas, aprendi a dar mais valor aos alimentos, a não desperdiçar”, declarou Juliana Cristina, de 15 anos, da Escola Estadual Benedita Wutke.

 

Através de entrevistas, fotografias e vídeos, os alunos mobilizaram outros setores da escola e da comunidade, como gestores, professores, merendeiras e familiares.

Escola Estadual Eliseu Narciso - Alunos conhecendo plantas medicinais
 

“Eu adorei as gravações, eu pude aprender mais com todos. Entrevistar pessoas é uma coisa maravilhosa, eles aprendem e a gente também” avalia Jadila de Jesus dos Santos da Escola Estadual Eliseu Narciso.

 
O projeto “Olha a Gente Aqui – edição alimentação sustentável” atuou em seis escolas estaduais de Campinas, escolhidas através de parcerias feitas com Coordenadoria da Juventude de Campinas e com a Diretoria de Ensino de Campinas Oeste. Foram elas: EE Benedicta Wutke, EE Dep. Jamil Gadia, EE Dom João Nery, EE Rev. Eliseu Narciso, EE Ruy Rodriguez e EE Vitor Meirelles.

Ao todo, 1.098 estudantes do ensino fundamental II e do ensino médio foram beneficiados de forma gratuita por meio dessa iniciativa.

 

“As atividades foram dinâmicas, permeando nossas disciplinas eletivas, e a didática favoreceu a interação professor/aluno, atraindo o interesse e a participação efetiva dos alunos e o envolvimento de toda a escola. O ápice da parceria foi a participação em nossa culminância, com a exposição das produções realizadas no semestre” – analisa Luiz Fernando Oliveira, professor e coordenador geral da Escola Estadual Dom João Nery.

 
O foco do projeto é dar voz ao estudante e valorizar o seu “olhar” para que ele crie um vínculo maior com o universo escolar, abordando a importância da credibilidade da informação e das fontes, a pluralidade de pontos de vista, e mostrando alguns dos truques usados em manipulações midiáticas, entre outros.

Escola Estadual Dom João Nery - Alunos ganharam certificado
 

“A escola Dom João Nery está de portas abertas a toda a equipe do projeto para este ano de 2020 e outros subsequentes”, finaliza Luiz Fernando.

 
Iniciativas como esta engajam a juventude em assuntos de extrema importância para o futuro do nosso planeta. Através da conscientização dos jovens podemos atingir toda a sociedade.

 
Sobre o Instituto Asas: o Instituto Asas Comunicação Educativa é uma organização social de interesse público (Oscip), sem fins lucrativos, com sede na capital paulista. Desde 2009 desenvolve cursos e oficinas relacionados à educação midiática e à experimentação das ferramentas de tecnologia da informação, da fotografia, do jornalismo, do vídeo e de linguagens afins, como forma de incentivar a democratização da informação e a apropriação consciente da comunicação pelos jovens. www.projetoasas.com.br
atendimento@projetoasas.com.br
Tel: (11) 3864-6650

Sobre a Fundação Cargill: Desde 1973 a Fundação Cargill tem sido um agente transformador nas comunidades e causas em que atua. Seu foco de atuação está voltado à promoção da alimentação segura, sustentável e acessível. Em 2019, a Fundação Cargill desenvolveu e apoiou 31 projetos em 70 municípios, além de fomentar o trabalho de 63 comitês de voluntariado corporativo. Com a ajuda de 1392 voluntários, a instituição beneficiou 79.411 pessoas.
Para conhecer mais sobre a nossa trajetória, clique aqui.

FONTES:
http://projetoasas.com.br/olhaagenteaqui/?page_id=38
https://alimentacaoemfoco.org.br/quem-somos/projetos/
https://www.cargill.com.br/pt_BR/2018/edital-fundacao-cargill-aprovados
https://www.embrapa.br/




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading