Alimentação em Foco Menu
Projeto “Merenda escolar e as cidades” quer contribuir com a  requalificação da alimentação de crianças e adolescentes

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

Projeto “Merenda escolar e as cidades” quer contribuir com a requalificação da alimentação de crianças e adolescentes


Realizado pela ONG Comunitas, em parceria com a prefeitura municipal de Paraty, o projeto “Merenda Escolar e as cidades” foi inicialmente implementado nessa cidade, no estado do Rio de Janeiro, em 2014. Agora, o projeto receberá o apoio da Fundação Cargill para elaboração de uma sistematização, composta por uma cartilha e um vídeo que permitam a sua replicabilidade, podendo, assim, ser adotado por outros municípios, repetindo a história de sucesso registrada em Paraty.

 

No município fluminense, o projeto foi encabeçado pela chef de cozinha e primeira-dama Ana Bueno, após uma pesquisa de campo que identificou que a alimentação dos alunos nas escolas estava aquém do que é considerado saudável e nutritivo, pois possuía pouca variedade de alimentos. Na maior parte da semana, os estudantes da rede pública consumiam frango, arroz e feijão. Além disso, também foi identificado que os equipamentos nas cozinhas das escolas municipais estavam em situação precária. Os alimentos consumidos pelos alunos eram adquiridos fora da cidade, sem valorizar os produtores locais, que são grandes produtores de pescados e alimentos orgânicos.

 

A partir desse diagnóstico, nasceu o projeto de Requalificação da Merenda Escolar, parceria do Polo Gastronômico com a ONG Comunitas – a partir do Programa Juntos pelo Desenvolvimento Sustentável – e a prefeitura municipal de Paraty. O Polo Gastronômico de Paraty é uma associação que desenvolve projetos nas áreas de gastronomia e educação na cidade. Todas as ações do grupo são focadas na comunidade e sua cultura gastronômica.

 

O projeto surgiu com os objetivos de engajar os chefs de cozinha, da expressiva rede de chefs de cozinha que atuam no turismo gastronômico no município, e integrantes da comunidade escolar na melhoria da merenda servida na rede de ensino de Paraty. Para alcançar esse objetivo seria necessário também capacitar as merendeiras, adotar e estimular a adoção de um cardápio mais nutritivo e saudável nas escolas, e incorporar alimentos da agricultura familiar à merenda municipal.

 

Foram envolvidas as 33 cozinhas e cantinas das escolas da rede municipal de educação, impactando todos os 5 mil alunos matriculados.

 

Valorização do produtor local – Para requalificar a merenda oferecida nas escolas municipais, a Secretaria de Educação firmou parcerias com cerca de 20 agricultores da região, que passaram a fornecer produtos como aipim, banana prata, palmito pupunha, farinha de mandioca e bebida láctea. Além disso, ocorreu a articulação entre diversos atores públicos e privados. Com o projeto, 30 chefs de cozinha voluntários tornaram-se padrinhos das cozinhas das escolas municipais de Paraty. Eles passaram a doar seu tempo e orientar merendeiras para a melhoria da qualidade da alimentação, ajudando a definir os cardápios, e a implementando boas práticas, buscando valorizar os ingredientes locais.

 

A prefeitura licitou a compra de novos equipamentos para as cozinhas. As 33 cozinhas e cantinas das escolas foram reequipadas após orientações dos chefs de cozinha do Polo Gastronômico. Novos fogões, geladeiras, bebedouros e outros utensílios foram adquiridos. Também foram comprados um caminhão frigorífico e dois caminhões para o departamento de merenda e uma câmara fria para armazenamento de ingredientes.

 

Replicabilidade – Com o apoio da Fundação Cargill, toda esta experiência será transformada em uma cartilha e em um vídeo, possibilitando a replicabilidade do projeto. Também será realizado um seminário de lançamento dos materiais, que estarão disponíveis ainda em formato online.

 

A diretora de Gestão e Comunicação da Comunitas, Patricia Loyola, explica que além da questão financeira, estar próximo da Fundação Cargill é uma oportunidade de se aproximar de diversos municípios onde a Cargill também atua para somar forças na promoção de uma alimentação mais saudável. ” Com esse apoio, podemos atingir e replicar esta iniciativa em uma quantidade maior de municípios, promovendo uma alimentação mais saudável nas escolas municipais em todo país”, explica.

 

A analista de projetos da Fundação Cargill, Perla Steirensis, explica que o projeto foi um dos selecionados no Edital 2017 pela forte experiência da organização proponente na sistematização e disseminação de práticas que visam a melhoria de políticas públicas. “A experiência de Paraty foi muito significativa pois requalificou a merenda escolar e estabeleceu parcerias no município, garantindo a sustentabilidade da ação”.

 

 




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading