Alimentação em Foco Menu
Saladorama: o projeto que leva alimentação saudável para as comunidades brasileiras

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

Saladorama: o projeto que leva alimentação saudável para as comunidades brasileiras


Promoção à saúde, desenvolvimento social e sustentabilidade são os pilares desta iniciativa

Por que dentro das comunidades não existia oferta de alimentação saudável?

Foi a reflexão que Hamilton Silva fez quando começou frequentar os bairros de classe média da zona sul carioca e ter acesso a alimentos diferentes dos que faziam parte do seu cotidiano.

Para a família de Hamilton, de São Gonçalo, região Metropolitana do Rio de Janeiro, uma boa alimentação era aquela que eles não podiam comprar com frequência, como hambúrguer e pizza. Isso porque na comunidade em que moravam não exista comércio de alimentos saudáveis, como saladas, quiches e sucos naturais.

Hamilton cresceu acreditando nesse conceito equivocado de boa alimentação.

Quando começou a cursar faculdade de engenharia e conseguiu um bom emprego foi apresentado a outros tipos de alimentos. Percebeu, então, quais alimentos de fato promoviam o bem-estar e a saúde do organismo.

Sua análise sobre alimentação ganhou força a partir do momento em que sua família adoeceu por conta de diabetes: sua avó perdeu a visão e seu avô precisou amputar parte do corpo. Em ambos os casos, o médico alertou que esse sofrimento poderia ter sido evitado se eles tivessem mantido uma alimentação saudável ao longo da vida.

Determinado a promover a saúde das pessoas da sua comunidade, em 2015, Hamilton funda o Saladorama um negócio social pioneiro na missão de democratizar o acesso a alimentação saudável e de qualidade nas periferias do Brasil.

O Saladorama atua em duas frentes principais:

Saladorama Delivery

Serviço de entrega de alimentação segura, saudável à preços acessíveis para a periferia de grandes centros urbanos brasileiros.

Instituto Saladorama

Serviço de formação nutricional e empreendedorismo para o empoderamento financeiro de mulheres em situação de extrema vulnerabilidade social.

Unindo essas duas frentes, o Saladorama funciona assim: o Instituto forma mulheres de baixa renda que passam a trabalhar nos restaurantes Saladorama dentro das suas próprias comunidades ou empreender seus próprios negócios no ramo da alimentação.

“Contamos hoje com 27 restaurantes associados, pertencentes às mulheres que passaram por nossa formação. Damos todo o suporte de gestão, estrutura e  logística para que as mulheres consigam gerir seus negócios oferecendo variedade de opções saudáveis, comercializadas a baixo custo para a comunidade e seus entornos”, explica Isabela Ribeiro, presidente do Instituto Saladorama.

Em cinco anos de intensa atividade, o Saladorama já formou 472 mulheres, que passaram a trabalhar nos restaurantes que atendem as comunidades de Casa Amarela, em Recife, Pernambuco e de Jardim Lapenna, em São Miguel Paulista, São Paulo.

A transformação social não para por aí!

Os alimentos vendidos pelo Saladorama são produzidos a partir de insumos orgânico produzidos por pequenos agricultores localizados no entorno dos restaurantes.

Até o momento, já foram consumidas mais de 21 toneladas de alimentos vindas dos pequenos agricultores e foram aplicados 400 mil reais em operações contratadas de serviços locais.

Tanta mobilização social e sustentável não passou despercebida pelos olhos da equipe da Fundação Cargill.

Saladorama recebe apoio da Fundação Cargill

O Saladorama foi um dos vinte projetos contemplados pelo 5º. Edital da Fundação Cargill e com isso assumiu o compromisso de formar mais 150 mulheres, até dezembro de 2021.

Além disso, desta formação irão surgir novos negócios de alimentação local, sendo que 11 deles já estão em processo de abertura.

Está nos planos do Saladorama também a criação de dois novos restaurantes para dar o suporte estrutural às novas formandas, atuando nas comunidades da Várzea, em Recife e em Itaquera, Zona Leste de São Paulo.

Nós acreditamos que alimentação saudável é direito e não é privilégio. – Hamilton Silva, fundador do Instituto Saladorama.

Proporcionando à população das regiões periféricas uma alimentação segura, saudável, sustentável e a preços acessíveis, o Saladorama ajuda na prevenção e controle de novos casos de doenças crônicas, como o diabetes que atingiu os avós de Hamilton.

Além de promover a saúde, iniciativas como esta, estimulam melhores condições de vida para a população das comunidades brasileiras e ainda contribuem para sustentabilidade ambiental, valores primordiais para a Fundação Cargill.




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading