Alimentação em Foco Menu
Restos de alimentos servem para o plantio?

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

Restos de alimentos servem para o plantio?


Como utilizar as sobras da cozinha para gerar novos alimentos e impactar positivamente o meio ambiente

O Brasil está na lista dos dez países que mais desperdiçam alimentos no mundo, gerando descarte de aproximadamente 30% de tudo que é produzido.

Este dado se torna ainda mais relevante se pensarmos que 821 milhões de pessoas passam fome no mundo, de acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura).

Como reduzir o lixo gerado e produzir novos alimentos em casa?

Replantar restos de alimentos em vasos ou hortas é uma ótima solução para a redução do lixo. Além disso, traz economia para nosso bolso já que temos a possibilidade de diminuir o gasto em mercados e hortifrutis.

Quer saber como isso é possível?

Listamos abaixo alguns alimentos e a maneira de plantá-los:

Abacate

Para gerar uma muda frutífera da planta, pegue o caroço do abacate e remova a película escura que o envolve, lavando-o bem em água corrente. Em um recipiente aberto, como um pote ou copo, coloque água até um pouco mais que a metade.

Então, espete três palitos de dentes em volta do caroço de abacate para mantê-lo na extremidade do copo, servindo de suporte para que apenas metade do caroço fique em contato com a água.

A parte mais côncava do caroço, ou seja, protuberante para fora, é aquela por onde a planta nascerá e por isso deve estar voltada para cima. Assim que o caule produzir folhagens, transporte a muda para um vaso com terra ou horta.

Porém, vale lembrar que o Abacateiro só começa a produzir depois de muitos anos, e sua árvore é bem grande!

Pimentas

Vários tipos de pimentas podem ser plantados a partir de suas sementes. Para isso, reserve as sementes ao cozinhar e plante-as em solo fértil e em local que incida bastante luz solar. O cultivo não requer grandes cuidados e a planta costuma crescer rapidamente.

Tomate

Apenas as sementes, que muitas vezes são descartadas no preparo das receitas, é suficiente para o plantio do tomate. Seque-as em uma toalha de papel e plante-as em um vaso. Quando a planta já estiver alguns centímetros para fora da terra, deixe-a em uma área bastante ensolarada para que os tomates cresçam.

Morango

Cada morango contém aproximadamente 200 sementes que são aqueles pontinhos escuros que ficam na parte externa da fruta. Cada semente é capaz de originar um morangueiro.

Para isso, faça um buraco em terra fértil de aproximadamente 0,5 centímetro de profundidade e coloque três sementinhas dentro. Borrife água diariamente e dentro de alguns dias, a planta começará a brotar da terra.

Abóbora

A polpa da abóbora, repleta de sementes, às vezes é descartada das receitas culinárias ou inutilizadas quando a abóbora é objeto de decoração, como no caso das festas de Halloween, por exemplo.

As sementes de abóbora podem ser plantadas diretamente na terra, de três em três unidades, em valas de até 3 centímetros de profundidade para garantir sua germinação com segurança.

Alho

Cada “dente de alho” é capaz de gerar nova “cabeça de alho”, portanto se você tiver um deles “sobrando” na sua receita, pode pensar em reproduzi-lo. Para o processo, você deve plantar o dente de alho com a raiz voltada para baixo em terra fofa, adubada e úmida.

É importante que tenha muita incidência de luz solar no local do plantio, assim, em poucos dias ele estará germinando e crescendo constantemente. Uma vez que novos brotos apareçam, eles devem ser podados para que a planta concentre sua energia na produção do bulbo de alho.

Alho-poró, cebolinha e capim-limão

A extremidade do talo com raiz que costuma ser descartada na culinária pode ser replantada. Para isso, usando novamente a técnica de espetar palitos de dentes na raiz para dar suporte, deixe-a apoiada numa jarra d’água de maneira que metade dela fique para fora da água.

Uma vez que os brotos começarem a nascer, replante-as em terra fértil. É importante manter sempre a terra úmida e o local com incidência solar o dia todo ou, pelo menos, algumas horas por dia.

Alface, aipo e repolho

Os talos das hortaliças que costumam ser jogados no lixo, podem ser utilizados no plantio. Coloque-o dentro de uma jarra com água de maneira que parte do talo fique fora da água.

Quando começarem a crescer folhas, borrife água nas folhas para mantê-las sempre úmidas. Assim que crescer um pouco mais, pode ser replantado em solo fértil.

Manjericão

As hastes do manjericão que produzem folhas menores, mais próximas da sua raiz, podem ser utilizadas para o plantio. Coloque-a num copo com água deixando as poucas folhas que restaram na haste acima do nível da água. A planta deve ficar em local iluminado, porém, sem incidência direta da luz solar.

Em poucos dias, as raízes devem se formar e então é o momento de transportá-las para a terra. Essa técnica pode ser adequada a outros temperos também.

Batata ou batata-doce

Você deve separar as sobras de mais ou menos cinco centímetros de largura que contenham gemas dormentes (aqueles “furinhos” mais escuros de onde irão nascer os brotos).

Essas gemas dormentes ou iniciando o broto surgem quando as batatas começam a ficar “velhas”, algumas semanas dentro da geladeira. Deixe os pedaços de batatas com gemas secar por algumas horas em local ventilado para retirar toda sua umidade.

Depois disso, é só plantá-los em talos de 8 centímetros de profundidade de terra fértil com as gemas voltadas para cima. Quando começarem a aparecer as raízes, adicione mais terra por cima.

Dica:

O solo deve ser mantido sempre úmido, porém, sem exagerar na quantidade de água, pois um solo encharcado fará com que as batatas apodreçam.

Maçã

Após consumir o fruto, deixe as sementes secar e plante-as em solo fértil. Dependendo do clima da sua cidade, favorece alguns tipos de maçãs. Em geral, as macieiras gostam de um clima na maior parte do tempo frio.

Nem todos os tipos de maçãs são fáceis de crescer e demoram alguns anos para dar frutos, porém se você tem espaço e pode aguardar o tempo de cultivo, vale a pena esperar.

Estes são alguns exemplos de restos de alimentos que podem ser reaproveitados para o plantio, gerando um impacto socioambiental positivo.

Fontes

https://www.guiadasemana.com.br/casa-decoracao/galeria/como-fazer-uma-horta-em-casa

https://www.ecycle.com.br/component/content/article/62-alimentos/1699-das-sobras-para-o-jardim-cultive-vegetais-e-frutas-vindas-de-restos-de-comida.html

https://casaclaudia.abril.com.br/bem-estar/9-frutas-e-verduras-que-voce-compra-uma-vez-e-replanta-sempre/

https://www.ibahia.com/detalhe/noticia/descubra-como-cultivar-sobras-de-hortalicas-e-frutas-e-evite-desperdicios/




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading