Alimentação em Foco Menu
Projetos apoiados pela Fundação Cargill beneficiam 45 mil pessoas em 2015

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest
05/02/2016
Institucional

Projetos apoiados pela Fundação Cargill beneficiam 45 mil pessoas em 2015


Para a Fundação Cargill, 2015 foi um ano de muitos projetos, ótimos resultados e muito importante para o fortalecimento da missão de promover a alimentação saudável, segura, sustentável e acessível do campo ao consumidor. Por meio de 14 iniciativas selecionadas via edital e desenvolvidas em 19 cidades do Brasil, a organização beneficiou mais 45 mil pessoas.

O Alimentação em Foco lista abaixo os destaques e principais resultados de cada projeto. Confira!

Projeto “de grão em grão”

Em 2015, o projeto iniciou dois pilotos para engajamento de agricultores familiares. A ideia era capacitar agricultores com técnicas sustentáveis para que diversificassem suas produções. Assim, com uma produção em maior escala e com mais qualidade, os produtores puderam se organizar em grupos para vender seus produtos às comunidades por meio de iniciativas federais como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Também foram promovidas visitas de alunos de escolas públicas à propriedades agrícolas, como estratégia de mobilização para o trabalho de educação nutricional. O “de grão em grão esteve presente em nove cidades, beneficiando 30 mil pessoas, incluindo estudantes, professores, agricultores e consumidores.

Cozinha Brasil e Alimente-se bem

Desenvolvido pelo Sesi, o programa promove a educação alimentar e dissemina hábitos de alimentação saudável, por meio de cursos ministrados em unidades móveis (cozinhas didáticas, adaptadas em uma carreta). Em 2015, foram oferecidos cursos para 640 pessoas nas cidades de Campinas (SP), Itapira (SP), Chapecó (SC), Toledo (PR) e, ainda, uma versão especial para crianças em Uberlândia (MG), onde 170 crianças de cinco instituições (três escolas e duas organizações) aprenderam a importância de uma alimentação equilibrada e saudável, e ainda o valor das boas práticas de higiene durante a preparação dos alimentos.

Comer, Dividir e Brincar

Em parceria com o Instituto Akatu, a Fundação Cargill lançou a trilha educacional Comer, Dividir e Brincar, uma ferramenta online que promove o debate sobre hábitos alimentares; desnutrição e obesidade infantil; ensina como ter uma horta; a utilização integral dos alimentos; a forma correta de ler os rótulos de embalagens, entre outros temas. O projeto proporciona a reflexão sobre alimentação saudável por meio de textos, infográficos e jogos, que são utilizados por alunos e professores. Comer, Dividir e Brincar já beneficiou cerca de três mil alunos.

Crianças Saudáveis, Futuro Saudável

Realizado em parceria com INMED Brasil, o projeto tem como objetivo melhorar a saúde e a qualidade de vida das crianças e famílias, com acompanhamento e orientação nutricional, estudos e ações educativas. A iniciativa também capacita membros da comunidade sobre temas como a produção de hortas e engajamento social. 4.184 crianças na cidade de Goiânia (GO) foram beneficiadas em 2015.

Capacitação para produtores e trabalhadores rurais na região Cacaueira da Bahia

Melhorar a produtividade e rentabilidade dos produtores rurais de Ilhéus, Coaraci, Ibirapitanga e Ubatã (Bahia) era o grande o objetivo do projeto. Ao lado do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), a iniciativa ofereceu formações, palestras, assistência técnica e ainda difundiu novas tecnologias, fortalecendo a cadeia produtiva do cacau e promovendo o desenvolvimento econômico e social das famílias do campo. No total, 80 produtores e trabalhadores rurais foram beneficiados.

Conhecer para Nutrir

Organizado pela Fundação Abrinq no município de Barreiras (BA), o projeto pretendia melhorar a nutrição e promover a segurança alimentar de crianças com até cinco anos de idade em instituições de educação infantil. Foram realizados treinamentos de agentes comunitários de saúde, merendeiras e cozinheiras, e membros do Conselho de Alimentação Escolar (CAE) para disseminar hábitos alimentares saudáveis e incentivar o consumo de alimentos locais com alto valor nutricional. O projeto beneficiou mais de 3.889 pessoas.

Eu aprendi, eu ensinei: criando uma rede social no combate à má nutrição

Promovido em parceria com o Centro de Recuperação e Educação Nutricional (CREN), o projeto visou melhorar o diagnóstico e o atendimento de crianças com distúrbios nutricionais primários, bem como a promoção de hábitos alimentares saudáveis nas comunidades do Real Parque e Jardim Panorama, na zona sul de São Paulo, por meio de capacitações e ações de protagonismo comunitário e juvenil, catalisadas e sustentadas por ferramentas de rede social.

Só em 2015, 1.100 pessoas foram beneficiadas em São Paulo (SP).

Prato Cheio de Saúde

Em parceria com a ONG Prato Cheio, a iniciativa promoveu a sustentabilidade e melhoria da qualidade de vida de duas mil pessoas, por meio da incorporação do consumo consciente, de hábitos alimentares saudáveis e sustentáveis, além de engajar os moradores das cidades de São Paulo, São José do Rio Pardo (SP) e Uberlândia (MG).

 

 




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading