Alimentação em Foco Menu
Projeto “Alimentos e Convicções” capacita adolescentes na preparação de refeições a partir do reaproveitamento de alimentos

Compartilhar com Facebook Compartilhar com Twitter Compartilhar com Google+ Compartilhar com LinkedIn Compartilhar com Pinterest

Projeto “Alimentos e Convicções” capacita adolescentes na preparação de refeições a partir do reaproveitamento de alimentos


No município de Chapecó (SC), a ONG Verde Vida Programa Oficina Educativa receberá, por mais um ano, o apoio da Fundação Cargill, por meio do Edital 2017.

Dessa vez, será para desenvolver o projeto “Alimentos e Convicções”, que tem como objetivo capacitar adolescentes e pessoas da comunidade na preparação de lanches e refeições, reaproveitando sobras de alimentos.

“Para as pessoas da comunidade, além do aprendizado no preparo de refeições, queremos levar informações para mudanças de hábitos alimentares e orientar para o consumo correto e o equilíbrio na utilização de alimentos” informa o coordenador da área social da organização, Odair Balen.

A analista de projetos da Fundação Cargill, Perla Steirensis, explica que “como nos preocupamos em contribuir para que as organizações ampliem a consciência e deem condições para seus beneficiários terem mais acesso à alimentação saudável, no primeiro ano começamos com plantio da horta, onde temos a origem do alimento. Ali começa a melhoria da qualidade”. “

A evolução desse processo”, completa Perla, “é darmos o apoio para, aumentar a conscientização das pessoas na hora da escolha do que comer. Assim, a gente espera que elas optem por uma alimentação realmente mais saudável”, finaliza.

“Já com os jovens, também temos o objetivo de desenvolver as habilidades necessárias para ingressar no mercado de trabalho em restaurantes, lanchonetes, supermercados, ou mesmo de forma autônoma, na área da alimentação”, informa Odair Balen.

Cozinha experimental

Com o aporte financeiro que será feito pela Fundação Cargill neste segundo ano, a ONG Verde Vida construirá um novo ambiente educativo, equipado com uma cozinha experimental. O espaço terá 120 metros quadrados e vai abrigar, entre outros, cursos de capacitação conduzidos por profissionais do programa Mesa Brasil do SESC.

As empresas da região que atuam na produção de alimentos serão visitadas e sensibilizadas para que ofereçam oportunidades aos novos profissionais formados nestas turmas, aumentando assim as chances de inserção destes jovens no mercado de trabalho.

“Com o projeto, beneficiaremos cerca de 1.000 pessoas diretamente entre adolescentes do Programa, pessoas da comunidade, parceiros das escolas próximas, do Mesa Brasil do SESC e alunos dos cursos de nutrição e gastronomia de universidades locais, e 60 mil pessoas indiretamente”, diz Odair.

Perla Steirensis destaca que a forte atuação da organização na inserção de jovens no mercado de trabalho também foi um dos fatores que influenciou na escolha para a continuidade do apoio via Edital em 2017. “A ONG Verde Vida têm parcerias estabelecidas, qualificação e absorção dos jovens no mercado de trabalho. Ao aliar este viés ao combate, à perda e desperdício de alimentos, enxergamos neste projeto um caminho de transformação social que sempre buscamos nos projetos que apoiamos”, ressalta.

Odair considera que o apoio da Fundação Cargill trará uma grande contribuição na preparação dos jovens para o mercado de trabalho e para promover uma mudança de hábitos alimentares na comunidade.

“Sem esse apoio não teríamos condições de promover essas oportunidades e de orientar a comunidade para a importância da adoção de hábitos saudáveis de alimentação”, conclui.

Para saber mais, leia também sobre o projeto ‘Bioma Verde Vida – Horta em Chapecó recebe apoio da Fundação Cargill’, apoiado em 2016.

 




O que você procura?





fechar

Obrigado!


Seu cadastro foi realizado com sucesso.



fechar
Loading